Domingo, 15 de Julho de 2007

grupo I

Grupo I – Cães pastores e boiadeiros (exepto b. Suisso)

 
 Cães Pastores grupo I
Cães Pastores e Boiadeiros (exceto os suíços):
Cães utilizados para guarda de gado -bovino, ovino ou suíno.
raças de guarda e pastoreio, variadas em termos de aparência e comportamento , mas que partilham o passado comum de guardar, proteger e auxiliar os pastores
Dividem-se em alguns subgrupos:

 

 

Cães de Pastor e Boieiros :
*raças de guarda e pastoreio , variadas em termos de aparência e comportamento, mas que partilham o passado comum de guardar, protegerem e auxiliar os pastores.
Exemplo: Pastor Alemão, Border Collie, Fila de S. Miguel, etc
*Pastoreio (de rebanhos, é claro) e guarda de propriedades.
Nunca foram propriamente utilizados como guarda de rebanhos, até porque essa função é contrária à de pastoreio.
*Não concordo que os “cães-lobo” Holandês e Checo que estejam no 1º grupo, deveriam estar no 5º


Secção 1 - Cães de Pastor
Secção 2 - Boieiros (excepto Boieiros Suiços)

clikar para ver imagemclikar para ver imagemclikar para ver imagem

http://www.devrolijkeviervoeters.org/rasgroep1.htm

  A variabilidade morfológica é imensa, ou seja existem pelos longos, pêlos curtos, a maioria teem orelhas arrebitadas mas tambem os há de orelha caída e até o caso do ovcharca de pequena orelha, o porte é médio grande na maioria mas tambem há pequenos, em suma fenótipicamente são bastante distintos e não é pelo aspecto estético que são enquadrados no grupo I. A razão principal será portanto pela sua função "pastoreio" e guarda se bem que esta última função tem duas vertentes distintas guarda do rebanho e/ou guarda da propriedade e é esta caracteristica que separa alguns cães do grupo I e do II

 

Seguem-se algumas descrições pontuais de cães deste grupo I

Pastor de Beauce "bass-rouge" meias-ruivas

O maior dos cães do primeiro grupo (cães pastores), sólido, rústico, potente e musculoso: Este é o Beauceron. Seja ele black and tan (sua cor mais conhecida) ou arlequim (cinza, preto e fogo), o Beauceron tem a mesma estrutura física. Seu peso varia de 40 a 50 kg e mede entre 63 e 70 cm. Tem pêlo bastante curto, sendo necessário apenas uma escovação mensal.  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cão pastor de Flandres

Função: Pastoreio, guarda e companhia
Altura macho:
62 a 68 cm
Altura fêmea:
59 a 65 cm
Peso:
27 a 40 kg
Pelagem: Dupla, áspera, seca e opaca, comprimento médio (aproximadamente 6cm) semelhante à crina, mais curto na cabeça e quase raso nas orelhas, particularmente duro e espetado no dorso e mais curto nos membros. Apresenta barba e bigodes densos, sendo mais curto e mais duro no focinho, acentuando a expressão rude das sobrancelhas que evidenciam as arcadas superciliares, sem cobrir os olhos. Aceito nas cores fulvo ou cinza, freqüentemente tigrada ou cor de carvão, admite-se a capa preta mas não é desejada. Indesejáveis as cores desbotadas

 

 

O "Komondoro"  o cão pastor Húngaro

Distinguem-se quatro tipos:  o komondor,  o kuvasz,  o puli  e o pumi

terra terra

terra

 

Pastor de brie-Briard

O briard é um ótimo companheiro que, comenta-se retribui 100 vezes o amor que recebeu.

Cão pastor Australiano“Aussies”

                          

Cão Boeiro de Berna

Origem: Suíça

Utilização: Originariamente cão de guarda e de condução de manadas nas quintas do cantão de Berna, hoje também cão de utilidade polivalente e cão de família.

 terra terra terra

O cão de gado Transmontano

 Existem  em número considerável, cumprindo a sua função de “sempre”, desde que o homem sentiu necessidade de se proteger de um elemento natural, o lobo, que actuava negativamente sobre a actividade pastoril . Assim o Cão de Gado Transmontano, raça autóctone, disseminada por todo o Nordeste Transmontano continua, hoje em dia, a ser criado essêncialmente pelos pastores,   com vista ao desempenho das suas tarefas de protecção dos rebanhos .terra terra terra


O Rafeiro do Alentejo

Estamos perante um cão corpulento, sóbrio e de expressão calma.
de corpo robusto, lembrando muito o são bernardo.  Cabeça  assemelha-se  à de um urso. Este imponente animal é o maior entre as raças portuguesas. Trata-se de um animal de natureza agressiva e grande independência. Machos com 66 a 74cm, as fêmeas 64 a 70cm 
 peso: machos de 40 a 50 kg fêmeas de 35 45 kg.
é um excelente cão guardião nas fazendas do Alentejo, e é tabem um cão de pastoreio muito estimado.

terra terra terra

 

 

 

 http://www.alentejodigital.pt/acra  

 

 

 

Serra da Estrela

terra terra terra

terra

 

 

Cão de fila de são Muiguel

 

ligeiramente mais comprido do que alto é forte e rústico.É um Cão boieiro com altura: 48-60cm Peso: 20-35Kg tambem chamado  “Cão de Vacas”. Sendo um Cão de gado por excelência, é também um bom guarda de propriedade e de defesa pessoal. tem forte temperamento   mas é dócil para o seu dono.Muito inteligente e com grande capacidade para aprender. Na sua função de condução de gado leiteiro morde baixo com o objectivo de não ferir o úbere das vacas. A  pelagem é Curta, lisa, densa, com pelo de textura forte,ligeiramente franjado na cauda,região anal e posteriores. De côr Fulva,cinza ou amarelo com  tonalidades claro e escuro devendo ser sempre raiado/tigrado pode ter malha branca na região frontal . 

 O cão de Castro

 Estrutura corporal ágil com cabeça ligeira olhos oblíquos em forma de amêndoa,castanhos claros e  expressão simples, tem pelagem clara (cor de pinhão, ou avermelhados, cor de mogno) e com castanhos escuros na pelagem sistémica que é (preta) . As orelhas são triangulares, arredondadas na ponta, caídas e de inserção média, quando o cão está atento, a orelha volta-se para diante, ficando a face externa em posição anterior. O pêlo é grosso resistente, duro ao tacto, liso e abundante em todo o corpo, não apresenta subpêlo.
Altura nos machos é de 58 a 68 cm (com tolerância de ± 1 cm), e nas fêmeas é de 55 a 61 cm (com tolerância de ± 1 cm).
Além de tudo isto, a sua peculiar forma de ladrar, que se inicia com um tom profundo, subindo em seguida em tons graves, e terminando em agudos prolongados, é a sua maneira de dar sinal de alarme, avisando-nos de que algo não está bem. Talvez a isso deva a falsa ideia de que se trata de um cão muito perigoso, trata-se apenas de um cão que se compromete com o seu dono e que têm noção disso.É espantoso observá-lo em acção, não é apenas um extraordinário guarda  é tão bom  como cão de companhia, pela sua total dedicação ao dono e grande docilidade e efectuoso para com as crianças. Não têm problemas com outras raças, tem-nos no entanto com estranhos, onde o seu comportamento muda bruscamente, revelando o seu instinto de guarda inato.
 um texto cccl.no.sapo.pt
terra terra terraterra terra terra

O cão de Castro     

 

«... A neve vai caindo sem cessar... De quando em quando, no silêncio profundo das noites sem fim, ouve-se o uivar dos lobos, que acossados pela fome, tentam abeirar-se dos cobiçados redis. O cão serrano de Castro Laboreiro está sempre vigilante. E quando as feras se aproximam do povoado a “matilha” enfrenta-as decididamente – numa luta ferocíssima em que o lobo acaba sempre por ser  vencido ou morto...»São assim as terras até há bem poucos anos isoladas, as terras  de Castro Laboreiro.     (texto do Site Oficial do C.C.C.L. - CLUBE DO CÃO DE CASTRO LABOREIRO)

 

O pastor Belga

Este cão do tipo lupóide,  utilizado  na condução e guarda de rebanhos tem tamanho e morfologia geral aproximada à do lobo com cabeça alongada, orelhas direitas, expressão inteligente e atenta. A cauda é de porte baixo e com frequência enrolada. A coloração e textura da pelagem   é extremamente diversa, bem como o seu porte, (cerca de 50 a 55 cm). Tem uma actividade e vivacidade incomparáveis.  Devoto ao  dono é desconfiado com estranhos e tem apesar do seu tamanho,  uma enorme capacidade de ataque, rápido e de uma eficácia inegável.

O Cão de Pastor Belga, é hoje uma raça, que engloba 4 variedades. (Groenendael) (Tervueren) (Malinois) e (Laekenois) Esquecendo a pré-designação de Cão de Pastor Belga, é no entanto importante mencionar que se trata apenas de uma só raça.

  

- pêlos longos e negros(Groenendael)

- pêlos longos e fulvos,carbonados (Tervueren)

- pêlos curtos e fulvose outras côres, (cinza ou negro)-  (Malinois)  

- pêlos duros e cinza ou fulvo ou bejes- (Laekenois), 

terraterraterra

http://www.montalves.blogspot.com/

Pastor Alemão

terra

O cão de maior popularidade, estando em primeiro lugar em número de registos em diversos países, como Espanha, Itália e, claro, na Alemanha. Na Inglaterra ocupa o segundo lugar e nos Estados Unidos , Canadá e Portugal está em terceiro. O Cão de Pastor Alemão deve ser equilibrado, de nervos firmes, seguro de si mesmo, absolutamente sereno (excepto em situações de irritação ou excitantes), nobre, atento e dócil, e deve possuir espírito de luta e firmeza de carácter, para ser apto como cão de companhia, de guarda e de protecção. Originalmente, o Pastor Alemão é um cão ovelheiro que foi sendo desenvolvido para ter grande resistência física e um excelente controle nervoso a fim de poder cuidar de rebanhos de ovelhas. Mostrou tantas qualidades que do pastoreio passou a ser indicado para diversas outras tarefas. 

  •  Cães-guia de deficientes visuais.
  • Cães farejadores de drogas.
  • Cães rastreadores – usados em catástrofes naturais ou acidentes
    na busca de vítimas.
  • Cães de policiamento.
  • Cães das forças armadas.
  • Cães terapeutas – usados com menores infratores, crianças abandonadas, idosos, deficientes
    físicos e mentais e detentos.
  • Cães usados em segurança patrimonial.
  • cão de resgate .
  • cão de segurança .
  • cão de combate .
  • cão de companhia.
    Proporções importantes A altura na cruz é de 60-65 cm nos machos, e de 55-60 cm nas fêmeas. O comprimento do dorso é 10 a 17% maior que a altura na cruz.
                                            

                                             

      

 

 

Bobtail Antigo cão Pastor Inglês

 

RoughCollie

Collie Shetlandsheepdogs

 

 

 

 

 

  

 

 

 

 

terraterraterra 

publicado por pfmc às 20:55
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

grupo II

Grupo II –  Pinscher, Schnauzer, Molossoides,Boieiro Suisso e raças relacionadas



publicado por pfmc às 20:47
link do post | comentar | favorito
|

grupo II

 grupo 2 Pinscheres e schnauzeres


 

 

Grupo 2 (continuação)_ Molossóides -Tipo Dog  

 

 

clikar para ver imagem

http://www.naturalia.org/bestinshow/dati3.asp
Neste grupo (2) o aspecto morfológico do cão, já tem alguma importância pois exeptuando alguns pinscheres e schnauzeres, todos eles são duma maneira geral, cães de grande porte , (60 a 80 kgs. de peso nalguns casos) mas penso que o que lhes é comum é serem caracteristicamente territoriais, são cães de guarda essêncialmente e mesmo os que são utilisados como pastores são-no porque guardam a propriedade, não pastoreiam. Alguns são tambem utilisados na caça

 

 

Grupo 2 (continuação)_ Boeiros Suissos


 


Grupo 2 (continuação)_ raças relacionadas


 

 Cães tipo Pinscher, Schnauzer, Molossóides e cães montanha, Boieiros Suíços – * Para mim, este grupo é o mais sujeito a controvérsia, já que inclui vários cães pastores (por exemplo, Montanha dos Pirinéus, Serra da Estrela) que poderiam estar classificados no grupo I... Inclui sub-grupos, todos os Pinscher (incluindo o Dobermann), todos os Schnauzer, e todos os Molossóides (do Dogue Alemão ao Shar Pei, passando pelo Boxer e Rottweiler, entre outros) e os Boieiros Suiços.
*
Para mim, este grupo é o mais sujeito a controvérsia, já que inclui vários cães pastores (por exemplo, Montanha dos Pirinéus, Serra da Estrela) que poderiam estar classificados no grupo I...

Mas a diferença é que, esses cães, não pastoreiam. São guardadores de gado.
*Exactamente
Essas raças não pertecem ao grupo I , não só devido à sua morfologia (molossoides) como tambem devido à sua função (guarda).
*Agora se me disserem que há raças mal enquadradas no Grupo I, aí sim concordo, como o Kuvac, o Kuvazs, o Komondor, aí concordo...
*De facto os cães de guarda de rebanhos não têm nada a ver com os cães pastores, nem em termos de origem, nem em termos de funcionalidade e características, como tal não estão, nem poderiam estar no mesmo grupo.
Tal como referiu a Cindelp, há coisas que realmente não se compreendem, como é que raças como o Kuvac, o Kuvazs, o Komondor, assim como o Tchouvatch Eslovaco e Pastor de Maremme e de Abruzzes estão no grupo 1 – isto não faz qualquer sentido.
*não concordo que os Pinschers e Schnauzers estejam no grupo 2. A meu ver deveriam ser incluídos no grupo 3 numa secção à parte para terriers continentais.
*Não concordo que Grande Cão Japonês esteja incluído no 2º grupo.

 

Seguem-se alguns dados pontuais de cães deste grupo II

 

Cães colossais  (altura): mínima 70 nos machos; 65 nas fêmeas .

Com 25 a 50 kg. de peso e 51a 68cm. de tamanho

 

 


 Cane Corso

País de origem: Itália 
Utilização: Guarda e defesa, polícia de faro- Cor: preta, cinza chumbo, cinza ardósia, cinza claro, fulvo claro, vermelho cervo, fulvo escuro, tigrado (listas sobre fundo fulvo ou cinza de diferentes nuanças). Os cães fulvos e tigrados tem no focinho uma máscara preta ou cinza que não deve ultrapassar a linha dos olhos.

Machos: de 64 a 68 cm. -Fêmeas: de 60 a 64 cm.  tolerância de 2 cm acima ou abaixo.
Peso: Machos: 45 a 50 kg. -Fêmeas: 40 a 45 kg.

o Cane Corso apenas se impõe em seu território, não representando perigo real à sociedade em geral, como acontece com outros cães notadamente desequilibrados. Não há notícias de algum país que inclua a raça na lista daquelas sujeitas à legislação restritiva.
Raça ideal para guarda.Forte, porém não agressiva com os donos.Adoram crianças. Muito inteligente e obediente.

Comentário de Lúcio Columella, Italiano, conhecedor da raça, sobre cães na era clássica por volta do século I a .C.
“ O cão de guarda deve ser preto, pois durante o dia sua figura deve intimidar os mal-intencionados e à noite, camuflado pelas trevas, ele poderá atacar o invasor sem ser visto ou percebido.Sua testa é ampla e pode ser vista como a parte mais imponente do corpo.As orelhas pendem diante de seus penetrantes olhos negros e o peito largo dão-lhe um visual compacto e forte .Quanto ao temperamento, não deve ser nem tão dócil, nem tão tímido ou mordaz, agressivo.Basta ser firme e não fazer festa a qualquer um que dele se aproxime.E para ser um cão de guarda completo deve ser não apenas vigilante e corajoso mas, sobretudo, constante e cauteloso.Sua primeira qualidade é não deixar surpreender-se nunca.A segunda é reagir com destemor e tenacidade se for provocado “

 
 

terraterraterra 

 

 

56x68 cm. 35x50 Kg.

Doberman

Cão de companhia de utilidade e de defesa

terra terra terra

 

cão do grupo I

     O Leãoda Rodésia

tamanho-machos: (63 cm - 69 cm.)-fêmeas: (61 cm - 66 cm.)Peso:-machos: 36,5 kg (peso desejável para um cão de 66 cm de altura)-fêmeas: 32 kg. (peso desejável para um cão de 63,5 cm de altura)
A função original do Rhodesian Ridgeback era a caça em matilha de búfalos, antílopes, leopardos e leões. Foi a caça aos leões que deu notoriedade a esta raça. Caçando principalmente em grupos de dois ou três, os Rhodesian Ridgebacks deram mostras de uma grande capacidade de localizar e seguir as presas, e com grande agilidade cerca-las até à chegada do caçador que as abatia. Actualmente ainda é usado na caça, mas tem sido grandemente apreciado como cão de guarda e companhia.

terraterraterra

  

   

O Boxer

Cão de tamanho médio.

 Machos   57-63 cm de tamanho e 30-32kgde peso. Fémeas com 53-59 cm e 25-27kg

Navegando no site da CAMPANHIA DOS ANIMAIS  encontramos esta cena (mais um cão em risco) Achámos oportuno e necessário divulgar. Daí as duas fotos que se seguem bem como o texto assinalado tiradas do forum do site. Parece que o cão andava perdido. Pode saber mais basta  CLIKAR AQUI                                                                                                                                      

Pedimos desde já, que nos ajudem na divulgação deste canito. Temos mais outro caso aqui em casa de 1 outra cadela que encontrámos, estamos a tratar de outras 2 seniors, como podem calcular estamos de "lotação esgotada".
Acabámos de encontrar um cão (macho, adulto) em muito mau estado a deambular na berma da recta do autódromo do Estoril (entre a Beloura e o Cascais Shopping). Este cão parece-nos ser um Staff puro, castanho, máscara preta e peito branco. está muito ferido na zona do focinho, orelhas e junto aos tornozelos, uma das orelhas está em carne viva.

 Uma acção de divulgação da ISA(instituição solidária com o animal)   em 9 / 11 / 2006

Bullmastif

Classificação
Grupo II, cães tipo pinscher , schnauzer; molossoides: tipo montaña y boyeros suizos.
altura a  cruz e de 63,5 a 68,5 cm machos e de 61 a 66 cm   fémeas; peso -machos   50-59 kg fémeas, 41-50 kg 

 

terra terraterraterra

 

 Dog Canário

Dog canário

 

 

Fila Brasileiro

Dotado de aspecto que infunde temor, sempre disposto a agredir, o fila, contudo, tem caráter dócil e devotado ao dono. È desconfiado na presença de estranhos e não admite a menor familiaridade. Guardião incomparável, o Fila Brasileiro nada mais é se não um cão de guarda por excelência, guardião insuperável de dedicação cega a seu dono e que tem como principal característica de seu temperamento "aversão por estranhos".mas não mata a vítima quando a alcança mantem -na  subjugada até a chegada do dono. O cão pertence aos cães do grupo Mastiff (cães de porte elevado, musculosos e valentes)
Talhe   - altura: machos 65 a 75 cm e fêmeas 60 a 70 cm.
            - comprimento: 10% maior que a altura na cernelha.
            - peso: machos 50 quilos e fêmeas 40 quilos.

lêr acerca do fila brasileiro

 

lêr acerca de criadores de  fila brasileiro

Tosa o cão de combate do japão


Utilizado como cão de guarda, o Tosa é  originalmente um cão de luta.Resultou de cruzamentos de um cão japonês chamado Shikoku-ken, com cães ocidentais  "Bulldogs, Mastiffs, Pointers Alemães (Kurzhaar), Dogs Alemães,  São Bernardo e o Bull Terrier”.  Também conhecido como Mastiff Japonês, o Tosa é um cão de grande porte e robusto. Tem a orelha caída, o focinho quadrado, pelo  curto, duro e denso. É  muito forte, a  mordedura deve ser em tesoura.  Deve ter no mínimo 60 cm. na altura da cernelha,  (machos) e 55 cm. (fêmeas). É reservado e paciente, primeiro observa, depois  ao constatar algo  errado, ladra, para alertar o  intimidar e só depois, ataca.  Quando um Tosa ladra algo  está  errado,  já que é um cão  silencioso. Os amigos do dono, podem até receber olhares desconfiados, mas não são atacados. e  bastará uma ordem do dono e ele pára. Mas é preciso ter comando sobre o Tosa.  Nada que se compare a outras raças. Por exemplo,  um Dogo Argentino,  é necessário, de preferência, ser -se homem, ser forte e impositivo. Com o Tosa, isso não é preciso"

 

O Mastim ESPANHOL

Mastín Español e un animal de grande porte, poderoso, tranquilo e equilibrado.  É absolutamente pacífico mesmo quando  provocado .

 Límites mínimos:
Machos : 77 cm.
Hembras: 72 cm.

terra terra terra

terra  terra  terra

Molossos  /  Caucasiano Ovcharca 

 

 

O Mastin Napolitano

 O Mastin napolitano nunca vai morder a perna ,  ataca o rosto da pessoa, procurando  o pescoço,  com intenção de matar.  Age silenciosamente, quase não ladra, vai de mansinho e ataca, saltando sobre a pessoa.   Tem uma estratégia de guarda,  sentando-se numa posição seleccionada,  onde possa observar toda a movimentação, dentro e fora da casa, como se fosse  o  único responsável por tudo . Para delimitar o território ele fareja todo o local durante os dois primeiros dias, marca os cantos com urina, circula sem correr, pelo ambiente ao qual se apega completamente. Esse grande apego ao dono e ao seu território, faz com que o Mastin napolitano demonstre uma profunda aversão à estranhos. Uma característica de ataque é a expressão de ferocidade que assume quando se vê na incumbência de defender seu território. A expressão é aterradora. Ele levanta a cabeça e as orelhas, fica imponente, retesa os músculos, os olhos ficam brilhantes, e conforme a tensão aumenta, ficam mais vermelhos  parecendo  mais um animal selvagem,  mostra os dentes, começa a urrar, enruga a testa ,    Assusta só com a expressão dele".

    

publicado por pfmc às 20:41
link do post | comentar | favorito
|

grupo III

Grupo III – Todos os terriers
Grupo 3 _ Os Terrier



clikar para ver imagem
mais terrier's

clikar para ver imagem

 

Todos os terriers, cães especializados em trabalhar em tocas de raposa e texugos , audazes, determinados e corajosos, apesar de alguns serem bem pequenos... Inclui terriers de tamanho grande e médio (por exemplo, Fox Terrier, Airedale Terrier), terriers pequenos (Westies), terriers tipo Bull (Bull Terrier, American Staffordshire) e os pequenos de companhia (Yorkshire).

*O Yorkshire nunca foi um terrier de companhia. Era sim utilizado para small game nas minas de York,


Secção 1 - Terriers de tamanho grande e médio
Secção 2 - Terriers de tamanho pequeno
Secção 3 - Terriers de tipo Bull
Secção 4 - Terriers de Companhia

publicado por pfmc às 20:35
link do post | comentar | favorito
|

Anexo I da lista de raças - grupo 3

Anexo á lista de raças_Anexo I O PitBull
O PitBull é uma só raça. De origem Americana (USA)
O American Staffordshire Terrier é, por assim dizer, uma derivante do Pitbull.

Não é reconhecido pela FCI nem pelo AKC. Quando o AKC começou a aceitar registos provisorios do AST (nome politcamente mais correcto para o Pit), divergiu a criação do mesmo. Alguns criadores optaram por manterem-se fies às lutas, ignorando por completo os registos, enquanto outros registaram os seus cães como AST e seguiram um diferente rumo.
"todo o Amstaff é Pit, mas nem todo o Pit é Amstaff". Quando um determinado grupo de criadores optou por tornar a raça Pitbull reconhecida, sob o nome American Staffordshire Terrier, uma das condições impostas para tal reconhecimento era a homogenização e consolidação das características da raça de modo a que fosse permitida a elaboração de um standard estável. Como muitos criadores optaram por não seguir esta via, mantendo o tradicional Pit, é neste ponto que se dá a tal "cisão" entre as raças. Se reparar, ainda que com muitos traços em comum, e mesmo ascendentes, o Amstaff é um cão cujas características estão mais bem estabelecidas e definidas, ao passo que no Pit, ainda hoje em dia - e já não incluíndo os pseudo-pits - é uma raça onde existe uma enorme variação de estrutura, de tipo.
É por um obedecr a um estalão mais "rigído" que se diz que nem todos os pits são Amstaff's (nem todo conseguem-se enquadrar nesse standard), mas por outro lado, todos os Amstaffs são Pit's, visto que se tratam, na realidade, de uma linha de Pit's regida exclusivamente pelo standard.


O Bull Terrier e
O Staffordshire Bull Terrier
são outras raças, do mesmo tipo, mas de origem britanica.

 

publicado por pfmc às 20:30
link do post | comentar | favorito
|

grupo IV

Grupo IV – Todos os Teckel - baixotes

O Baixote Teckel - Dascshund

· Standard

 

 

      · De pêlo cerdoso

         · De pêlo comprido

· De pêlo raso

 

· Miniatura

 

· Kaninchen

  

 Todos os Teckel - baixotes: * De certa forma também são terriers, pois derivam de cães de caça ao texugo , embora a sua função principal hoje em dia seja a companhia.

*Os teckel são uma “espécie” de mistura entre cães tipo terrier e cães de rastro tipo basset.
Não concordo nada que a sua função principal hoje em dia seja a companhia. Tal como em todas as raças há, infelizmente, muitos cães que não fazem nada alem de comer e dormir (actividade a que alguns chamam de companhia), mas há muitos teckel (principalmente os de pelo cerdoso) que caçam e todo o criador digno desse nome faz uma selecção baseada na sua funcionalidade. 

 

publicado por pfmc às 20:24
link do post | comentar | favorito
|

grupo V

Grupo V

 

Cães tipo Spitz e primitivos: Os Spitz são as raças nórdicas que evoluíram nas regiões articas do mundo, cães de matilha e carácter independente desenvolvidos para a caça, o pastoreio e puxar trenós , de anatomia muito parecida com o lobo: Huskies, Malamutes, Akita, Samoiedo, Spitz Alemão. As raças primitivas são raças cuja antiguidade é inquestionável , por exemplo o Basenji e os Podengos Portugueses.

 

 

- Cães nórdicos de trenó

clikar para ver imagem

- Cães Nórdicos de Caça

Secção 3 - Cães Nórdicos de Guarda e Pastoreio

 

Secção 4 - Spitzs europeus

O Spitz Alemão é uma raça antiquíssima . Já figurava em vasos gregos e egípcios e

em sarcófagos destes povos. Descendente dos cães de puxar trenó originários da Islândia

 e da Lapônia.  Introduzidos na Inglaterra pela Rainha Vitória, no começo do século XIX,

 trazidos da região da Pomerânia na Alemanha. Atualmente os Lulus da Pomerânia são

chamados oficialmente de Spitz Alemão

Secção 5 - Spitzs asiáticos e raças semelhantes

 

publicado por pfmc às 20:11
link do post | comentar | favorito
|

grupo VI

Grupo VI - Cães de Levante e Corso e raças semelhantes

Cães de levante e corso raças agrupadas pela sua funcionalidade, ou seja, cães de caça especializados em levantar a caça (cães de matilha para caça à raposa, cães farejadores), exemplos Foxhound, Bloodhound, Basset Hound, Beagle.
* Não concordo que o Dálmata esteja no 6º grupo, no meu entender, está muito mais próximo dos cães de parar.



    Secção 1 - Cães de Levante e Corso

                                           Tamanho   1  grande

                                                           2   médio
                                                           3   pequeno

    Secção 2 - Cães de Rasto de Sangue
    Secção 3 - Raças semelhantes

Secção 1.3 Cães de Levante de tamanho pequeno.

Cão de caça ao tiro, caça como levante. A  caça de eleição é a lebre e o coelho.

 

Cães de Rasto de Sangue-Bloodhound-o maior farejador domundo

 

 

 

publicado por pfmc às 20:10
link do post | comentar | favorito
|

grupo VII

 

 

 

 Cães de parar, * raças usadas para "apontar" a caça: Braco alemão, Setter, Pointer, Perdigueiro Português, Epagneul Breton).


Secção 1 - Cães de Parar Continentais
1.1. Tipo Braco      
1.2. Tipo Epagneul
1.3. Tipo Griffon   
Secção 2 - Cães de Parar Britânicos
2.1. Pointer
2.2. Setter  

 

 

 

 

Tipo braco

Tipo Epagneul

Tipo griffon

 

Cães de Parar Britânicos
2.1. Pointer

2.2. Setter  

Grupo 7 - Cães de Parar
publicado por pfmc às 20:09
link do post | comentar | favorito
|

grupo VIII

 

 

 

 

 

 Cães de cobro, recuperadores das peças abatidas : Golden retriever, Retriever do Labrador, cães de água.


Secção 1 - Cães Cobradores de Caça
Secção 2 - Cães Levantadores de Caça
Secção 3 - Cães de Água

Grupo 8 - Cães Levantadores e Cobradores de Caça e Cães de Água
publicado por pfmc às 20:09
link do post | comentar | favorito
|

grupo IX

 Grupo 9 - Cães de Companhia

 

 

 outro grupo controverso, pois inclui cães de água (caniche), molossóides (pug, bulldog francês), terriers, cães primitivos (Chihuahua), etc... Serão cães na maior parte miniaturizados e seleccionados para companhia. Mas porque é que o Yorkshire Terrier não está nesta categoria, por exemplo?


Secção 1 - Bichons e raças semelhantes
1.1. Bichons
1.2. Coton de Tuléar
1.3. Petit Chien Lion
Secção 2 - Caniche
Secção 3 - Cães Belgas de tamanho pequeno
3.1. Griffons
3.2. Petit Brabançon
Secção 4 - Cães nús
Secção 5 - Cães do Tibete
Secção 6 - Chihuahua
Secção 7 - Spaniels ingleses de companhia
Secção 8 - Epagneul Japonês e Pequinês
Secção 9 - Epagneul Anão Continental
Secção 10 - Kromfohrländer
Secção 11 - Molossóides de tamanho pequeno

 

Cães do Tibete

 

 

 

 

Epagneul Japonês

  Epagneul Pequinês

 

 

Secção 9 - Epagneul Anão Continental

Kromfohrländer

 

 

Secção 11 - Molossóides de tamanho pequeno

publicado por pfmc às 20:07
link do post | comentar | favorito
|

grupo10

sim
publicado por pfmc às 20:05
link do post | comentar | favorito
|

grupo11

sim
publicado por pfmc às 20:05
link do post | comentar | favorito
|

grupo12

sim
publicado por pfmc às 20:03
link do post | comentar | favorito
|

...

sim
publicado por pfmc às 19:24
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. grupo I

. grupo II

. grupo II

. grupo III

. Anexo I da lista de raças...

. grupo IV

. grupo V

. grupo VI

. grupo VII

. grupo VIII

.arquivos

. Julho 2007

.favorito

. PEQUINÊS_Tempo de exercí...

blogs SAPO

.subscrever feeds